24 julho 2009

Firenze, Itália
Maio 2009

14 comentários:

Samuel Alabastro disse...

Lust for stone...

K disse...

Olha, tendo em conta os indisponíveis sentimentais com quem tenho (ou tinha, espero) o mau hábito de me envolver, essa frase soa assaz acertada. No entanto não era disso aqui que se falava. Aliás, eu só utilizei a palavra lust porque o título "Apalpa-me o cu e beija-me as mamas" poderia ferir susceptibilidades. E é mesmo muito parvo!

Cris... disse...

Ai, os italianos.
Sabem tanto da vida...

Samuel Alabastro disse...

K

Pá, com recepções dessas, não há dúvida de que voltarei sempre. Aqui imperam as boas maneiras de receber os "hóspedes"...

Então se calhar para não ferir as susceptibilidades podia ser:

"Beija-me o cu e apalpa-me as mamas"

Não?

K disse...

Cris, sabem? Olha que não...(a não ser em certos hábitos de saborear a vida, como o aperitivo antes do jantar, mais ou menos comuns aos espanhóis, e que os tugas tendem a esquecer...)

Samuel, eu sou uma óptima anfitriã, não sou? Eu abraço de coração enquanto digo qualquer coisa como porco ou parvalhão ou és uma besta.
Também pensei nisso. Aliás, estava constantemente a trocar-lhe as voltas à mão que afinal está no cu e à boca que aparenta estar perto das mamas. O que, convenhamos, é uma imagem deveras sugestiva, principalmente se lhe adicionarmos outros pormenores que passam por essa actividade igualmente conhecida como coito.

Samuel Alabastro disse...

Estou a pensar que esta fotografia dava um óptimo anúncio para o Viagra...

Do género:

Can't rise a statue? Take the blue pill and go hard for it.

K disse...

Vou coibir-me de tecer comentários...

Gata2000 disse...

Hoje esta tua fotografia transporta-me para um passado longinquo, não me cansei de Itália, porque sempre achei que a viver noutro país este seria o que menos saudades me faria sentir de Portugal, pels pessoas, pelo clima, pela arte.
Talvez porque das 2 vezes que por lá passei tive a felicidade de viver dias inesquecíveis.
Esta estátua em particular, e Florença no geral, fazem parte do meu imaginário positivo de como a vida devia ser.
A cena da estatua é um rapto eu sei, mas e então...umas palmaditas nunca fizeram mal a ninguém!

K disse...

Confesso-te que essa do rapto não sabia. Mas também confesso que eu sou uma burra e que apenas lá andei a passear e queria era ver-me livre da quantidade de gente que deambulava na cidade. Além de que tenho poucos conhecimentos de história e arte. Apenas me fixei na maneira como aquela mão está cravada na nádega; e como me transporta para a luxúria.

As palmaditas são boas e agradecem-se! ahahahahahah

Miguel disse...

"Apalpa-me o cu e beija-me as mamas" era bem mais sujestivo...

Um blogue diferente.

Felizmente os comentários têm um tamanho de letra normal é são fáceis de ler...

Parabens!
(e fica a minha sujestão...)

K disse...

Não sei se falas da sugestão do título ou do aumento do tamanho da letra, mas nem uma nem outra serão aceites. Mas obrigada pela visita e comentários.

Gang of Four disse...

lust for life!!!!

Miguel disse...

... nem esperava que fosse...

K disse...

Gangue dos 4, nem mais!!! (fizeste-me sorrir agora!)

Miguel, melhor ainda! Assim não há mal entendidos.