05 outubro 2008

Palmadinhas nas Costas

Hamburgo
Junho 2008

11 comentários:

PAULO LONTRO disse...

Têm tanto de bondade como de perverso.
Depende de quem as dá ou de quem as recebe?

K disse...

Bem, tendo em conta que julgo que tenhas sapiência suficiente para saber isso vou considerar que estás a perguntar a minha opinião acerca do assunto...
Eu acho que depende essencialmente de como as palmadinhas são dadas - embora a interpretação dependa sempre de quem as recebe. Eu cá prefiro umas festinhas, um afagozinho, uma atençãozinha. Desconfio sempre um bocado das palmadinhas...

I wish I was BLONDE! disse...

ele há palmadinhas nas costas de todos os géneros. quando nos debruçamos sobre este fenómeno quase que podemos fazer ciência de tanto que há para dizer. ;)

K disse...

Não podia ter dito melhor! É bem verdade!

Anónimo disse...

Ola es tu, a senhora que tira todas estas fotos ou tens colaboradores? É ALGO Q ME ANDA A DEIXAR CURIOSO

K disse...

Sempre ouvi dizer que a curiosidade matou o gato, principalmente quando a curiosidade é néscia e descabida. Ao contrário de algumas pessoas, como tu, que se escondem cobardemente atrás de uma presença anónima, eu, num sentido oposto, não tenho por hábito recorrer a artimanhas para tentar fazer-me passar por algo que não sou ou que não corresponde à realidade. Por aqui joga-se com a honestidade e a franqueza.

Anónimo disse...

ola K é obvio q sou nescio e felizmente com noçao disso mesmo mas grande parte desse nescismo deve se ao facto de sofrer de nictaçao

K disse...

apaga as luzes qu'isso passa

eli disse...

Pela bela imagem parecem palmadinhas de conforto.. sao mto bem vindas em algumas alturas embora prefira um abraço, sempre e mais aconxegante.
belas fotos ;)
bjs

Anónimo disse...

ola k infelizmente de nada serve apagar as luzes pois o brilho vem de ti e essa é luz q nao quero apagar. prometo q nao volto a deixar comentarios. um abraço com palmadinhas nas costas. mesmo assim continuo a manter a minha opiniao sobre o ombro, ofusca me. c.

K disse...

Thanks Eli. Sem dúvida que um abraço sentido sabe bem melhor ;]