18 agosto 2008

O capitalismo comeu-te a Liberdade

Chiado, Lisboa
Julho 2008

9 comentários:

bziii disse...

"só que eles ainda não sabem
que não podem comprar um lugar no céu
com o inferno que andam a criar"
j.allen vidal

Dalaiama disse...

Ooooohh!!...
{snif}
Estou comovido :]

Desinformador disse...

E nós temos de o dever de comer o capitalismo!

Digam não às cadeias de lojas, gasolineiras and so on...

Simples! Há sempre alternativas!

K disse...

Dalaiama deves ter ficado mesmo comovido (eu já sabia! eu já sabia!)para escreveres tão pouco! ;p

Des, my friend, não é assim tão simples...terias quase que ser auto-sustentável para conseguir isso...e recorreres só ao comércio artesanal que quase não há!

Grande frase Bziiii

Eime disse...

tens uma exposição em Setembro, no Porto, para fotografar...

Vê os preparativos em:

http://mostreime.blogspot.com
http://mostreime.blogspot.com
http://mostreime.blogspot.com

=)

Desinformador disse...

Claro que há alternativas minha cara K! Basta parar um pouco e olhar ao redor.

Não é só o comércio artesanal. Em vez de ires ao Feira Nova, Pingo Doce ou Continente, podes ir à mercearia da esquina, frutaria, mercado do Bulhão, and so on...

It's easy like Sunday morning!

K disse...

Quando falei em artesanal também pensei no tradicional....porém não é assim tão simples principalmente neste país à beira mar plantado. Os produtos no mercado tradicional são por norma mais caros. Claro que nem todos, e normalmente os produtos frescos têm mais qualidade. Eu compro algumas coisas no mercado tradicional, mas o resto, e porque o dinheiro não estica, é nos supermercados. Lá está, é uma faca de dois legumes! Podes até correr, mas não te podes esconder! A não ser que vires auto-sustentável...

É chegarmos a um ponto de compromisso e não sermos completamente escravos. ;]

B|g EyE F|sH disse...

Entrando por caminhos bíblicos ... o diábo há muito que ganhou a batalha...

I wish I was BLONDE! disse...

Aparte as batalhas da sustentabilidade, pelo menos, positivo é "to raise awareness". E é isso que o Dalaiama faz!

Hurray Dalaiama!