23 julho 2007

Limpieza

Madrid
Julho 2007

Em Espanha, ou pelo menos nas cidades de Barcelona e Madrid, assiste-se a uma verdadeira guerra: as paredes pintam-se e repintam-se - e normalmente com cores que não lembra ao diabo - o que provavelmente se deve ao uso massivo de tags, mas que faz desaparecer tudo o resto. Se em Barcelona a população parece ter se já adaptado ao facto concentrando as suas acções em portas e afins, o que faz sentir uma certa normalidade, em Madrid, onde a medida parece ser muito mais recente, fica a sensação de opressão. E conquanto eu até consiga perceber fica-me o travo amargo a 1984...

5 comentários:

hole in my vein disse...

acho muito bem... eu não ando a assinar todas as folhas que vejo à frente... além disso as tags são foleiras e depois há aqueles que escrevem coisas bonitas (tipo aquilo que eu disse que ia fotografar, ainda não o fiz)! Para este tipo de pintura ser respeitado, tem de se comportar à altura.

A. disse...

também concordo que as tags não são nada interessantes.
mas este ela, ou será este ele... nem respeita o rodapé preto! que jeitinho!

Miguel disse...

As tags são uma merda. São caca de pomba.

K disse...

Já é de conhecimento geral que eu não aprecio tags salvas raras excepções; e que acho que o uso excessivo dos mesmos acaba por tornar o meio envolvente pesado. A questão é que além de apagarem os restantes trabalhos fica aquela sensação de uma sociedade demasiado controlada. É um pau de dois bicos. Mas concordo contigo Hole na questão do respeito. E A. é um ele. ;p

Paulo disse...

muito bom e queria saber quando qui vc vem aqui na minha quebrada pintar. demoro sou da qui de itapeçerica da serrra são paulo tem muito muru legal aqui demoro mesmo ve si responde vou deixa meu fotolog pra vc emtra em comtato com migo www. fotolog.com/deztro ae é só cola hehehehemmmmmmmm qui ta em casa ....
até............. valeu