05 setembro 2006

Magic Shadow

Avenida Rodrigues de Freitas, Porto


Há alguém na cidade do Porto que decidiu pintar sombras: de sinais de trânsito, de semáforos, de marcos de correio, de parquímetros, de sinais de paragens de autocarro, sós ou com alguém, de várias cores (já vi 9). A primeira com que me cruzei foi junto ao Estádio do Dragão e confundiu-me dado a cor cinza escura utilizada (em virtude da posição do sol havia duas sombras para o mesmo sinal). Pensei fazer um conjunto com várias até que hoje vi esta que me conquistou pela sua doce simplicidade. O pormenor aqui.


P.S.: Descobri entretanto num livro de street art que a ideia não é original, embora não faça ideia se o autor terá sido influenciado ou não por isso.

5 comentários:

Nani disse...

Ficou ali presa no tempo e no espaço.
Nunca o seu espírito conseguiu libertar-se daquele lugar.
Onde permaneceu no além-mundo até que ele, esse seu amaldiçoado amante, enfim chegasse.
Ahhh malditas juras de amor!
Quem lhes consegue sobreviver sem que pelo menos se percam algumas pétalas, e essa flor designada esperança jamais tenha a mesma graça?

K disse...

Não a prendas, não a prendas!! Deixa-a ser livre, deixa-a apenas ser uma sombra, uma doce recordação de uma bela e singela história para que nunca nos esqueçamos que o mais importante são as coisas simples, é o que está dentro de nós. ;)

astropastor disse...

Muito bem conseguida. Num dia de sol talvez iluda alguns transeuntes...

Ana disse...

Não interessa se é ou não original ... o que importa é a partilha ... uauuuu ... gostava de ver isto em Lisboa !!! hummm??? Vá lá ... pintem-me os dias se faz favor :)

Anónimo disse...

foi um persente para a minha namorada numa noite de verão...paz